Grupo 4, 12º D da Escola Secundária de Vizela
Segunda-feira, 01.03.10

     O Índice de massa corporal (IMC) é uma medida que permite avaliar a adequaçao entre peso e altura. Só é aplicado na populaçao adulta e nao pode ser aplicado a atletas, crianças e mulheres grávidas ou a amamentar.

     O cálculo do IMC, permite-nos saber se o nosso peso é normal, ou seja, adequado à nossa estatura, e assim, podemos manter um peso saudável.

 

 

 

publicado por Alimentação e Saúde às 11:09 | link do post | comentar | ver comentários (10) | adicionar aos favoritos

     Nao podemos estipular um valor energético para cada pessoa, até porque, as necessidades energéticas variam com a idade, peso género, nível de actividade física, estilo de vida , metabolismo, etc...

     Contudo utiliza-se uma média de necessidades energéticas na ordem das 2000 Kcal (quilicalorias).

     Durante o dia, o ideal seria fazermos pelo menos 5 a 6 refeiçoes. As 2000 Kcal que devem ser ingeridas por dia devem ser repartidas pelo pequeno-almoço, lanche, almoço, merenda e jantar.

            Pequeno-almoço: 15% a 20% (=) 300 - 400 Kcal

            Lanche : 5 a 10% (=) 100 - 200 Kcal

            Almoço: 30 a 40 % (=) 600 a 800 Kcal

            Merenda: 10 a 15 % (=) 200 a 300 Kcal

            Jantar: 30 a 40% (=) 600 a 800 Kcal

     Note-se que ao longo do dia as nossas necessidades energéticas vao diminuindo, por isso, ao cair do dia e ao jantar devemos fazer refeiçoes mais leves e menos caloricas, para compensar a falta de gasto de energia.

     A actividade fisica requer do nosso organismo uma garnde quantidade de energia , pelo, entao, que lhe devemos fornecer uma energia extra quando fazemos actividade física.

     O organismo para um bom funcionamento necessita de:

             Hidratos de carbono (açucares) - 50 a 60%

             Proteínas - 10 a 15%

             Lipidos - 20 a 30 %

 

publicado por Alimentação e Saúde às 11:00 | link do post | comentar | adicionar aos favoritos

    

 

     Ao contrário da roda dos alimentos, a Pirâmide hierarquiza os alimentos, dando-lhes importâncias diferentes. Nas pirâmides, os alimentos que estão na base são os que devemos ingerir mais e os que estão no topo são os que devemos ingerir menor frequência.

     As pirâmides mais comuns na nossa sociedade são constituídas por quatro hierarquizações (a contar da base):

           1ª hierarquia : cereais e tubérculos;

           2ª hierarquia : está dividida em dois subgrupos de igual importância nesta hierarquia (Grupo dos Hortícolas e o Grupo das Frutas);

           3ª hierarquia : está dividida em três subgrupos, também de igual imporância (Grupo dos lacticíneos, Grupos das carnes, pescados e ovos e o Grupo das leguminosas);

           4ª hierarquia : Gorduras e óleos.

     Algumas pirâmides incluem uma hierarquia no fundo da base, que não é um grupo de alimentos, mas é sim, o Grupo do exercício físico.

 

 

publicado por Alimentação e Saúde às 10:36 | link do post | comentar | ver comentários (6) | adicionar aos favoritos
Março 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
O Porquê da existência deste Blog?
Pertencemos à Escola Secundária de Caldas de Vizela, e, no âmbito da disciplina de área de projecto, sendo um grupo de futuras enfermeiras preocupamo-nos com a Saúde de toda a comunidade. As pessoas praticam muitos erros alimentares, e a sua saúde anda muito delibitada e sentem um mal-estar constante, recorrendo, logo, ao uso de fármacos para tratar esse mal-estar. Pois o que vimos aqui fazer é alertar toda a comunidade que muitos dos mal-estares comuns do nosso dia-a-dia devem-se a erros de prática alimentar, e que com melhores hábitos alimentares, ingerindo alimentos mais saudáveis, podendo riscar esses mal-estares tão incomodativos com quem nos deparamos diariamente.
pesquisar neste blog
 
arquivos
2010
Posts mais comentados